18 de ago de 2007

Eis a era dos genéricos

Quem não se lembra do Dynavision, também em sua versão Dynavision Xtreme.




Ou então do TurboGrafx-16, também conhecido como PC Engine, que não era genérico, mas apesar de 16 no nome, era 8 bits, igual ao Dynavision.


Em meio à atual guerra de consoles de última geração, diversos novos aparelhos surgiram. O famoso Polystation, que na verdade, não usava CD, e sim havia um grande buraco para se colocar o cartucho. Pelo menos, entre os acessórios do console, tinha uma arma. Algo que poderia deixar o game mais emocionante.


Mais tarde surgiu o PlayerStation 2 Slim, que também era de cartucho.





Com toda essa disputa, surgem no México dois novos consoles. O PowerStation 2 e o X-Game 360. Isso mesmo, genéricos do Playstation 2 e do X-Box 360. O PowerStation 2 é vendido a MXN$ 249,00 e o X-Game 360, por MXN$ 299,00. MXN é o código para peso mexicano. Se fosse comprado aqui, o genérico da Sony custaria R$ 46,80 e o da Microsoft R$ 56,40. Só para se ter uma idéia, R$ 1,00 equivale a MXN$ 5,32. Se convertêssemos MXN$ 5,32 para o real, seria R$ 56,40. Ou seja, R$ 56,40 em um X-Game 360 e R$ 46,80 em um PowerStation 2.

Portanto gamers hardcores de todo o Brasil, fiquem atentos, pois nossos pais costumam não entender muito de games, e podem chegar com um desses para os filhos que tanto amam. Nossos pais acharão que ao comprar os consoles genéricos, estarão na posse dos grandes videogames da Sony ou Microsoft, quando na verdade, estarão com um Nintendo 8 bits nas mãos.


Grande beijo,

Bruna Torres.

4 comentários:

Nandim Rodrigues disse...

Muito bom Bruna..
é duro ver que essas picaretagens enganam mesmo tanta gente... eu já vi esse Polystation vendendo, junto com um tal PlayCast (playstation e dreamcast).

Vinicius Longo disse...

huahauhauhauha
Esses genéricos são mesmo o bicho!
Eu poderia fazer uma paródia com esses consoles se tivesse todos eles.

É preciso tomar cuidado, sem dúvida a falta de informação pode fazer você comprar gato por lebre!

Grande Abraço!
:)

Xander disse...

Não me levem a mal, mas dizer que o TurboGrafx 16 é genérico, remete a uma falta de conhecimento temenda por parte da autora do artigo.

O TG16 era a versão estadunidense do PC Engine japonês e ambos da marca NEC. Nunca foram génericos de NES como o Dynavision e possuíam dois processadores de 8 bits. Era mesmo considerado por alguns como um console de 16 bits por isso.

O TG 16 chegava até mesmo, a competir pau a pau em alguns títulos com o Mega Drive e o SNES. Um exemplo é o Street Figter Champion Edition que é melhor nele que em seus competidores da época.

Bruna disse...

Não falei em nenhum momento que o TG 16 era genérico. Tanto que mostrei tb fotos do NES pra mostrar que são VG antigos, não porque é genérico, e sim para os leitores relembrarem da infância.