4 de nov de 2007

Jornalismo de games é mesmo sério?

Um editorial da Advance Media Network, comenta sobre o Jornalismo de Videogames Citando uma matéria do New York Times que diz que boas avaliações em midias especializadas ajudam as vendas de um jogo, e o contrario tambem pode ser valido (vide Lair), mas tambem nem sempre qualidade garante vendas excelentes Psychonauts, Beyond Good & Evil, e Okami são alguns exemplos Geralmente grandes sucessos são sempre bem avaliados, e comparam com grandes filmes que antes de serem lançados recebem grandes elogios e após algum tempo, passado o Hype em cima é visto que ele num era grande coisa, e questiona o artigo do Times que poem o sucesso de um jogo aos revisores, quando na verdade o sucesso de um jogo muitas vezes está fortemente ligado ao tratamento dado pelas publishers e desenvolvedoras do jogo Alguns jogos são fortemente Hypados por suas publishers, desenvolvedoras e até mesmo console em que saem. Quando um revisor esta constantemente exposto a dar notas positivas a um jogo, ele colori dramaticamente sua analise.
__________________________________________________________
Achei a matéria bem interessante e infelizmente tenho que concordar em partes com ela. É claro que existe um exagero se considerarmos alguns ótimos trabalhos jornalísticos, mas de modo geral existe ainda um grande medo por parte de qualquer analista de jogos: a perda da credibilidade.
E volto novamente a bater na tecla anterior: publicidade convence nós, jogadores, fácil demais. Então se um hypado game é anunciado e ficamos na euforia de jogar, é inconcebível para muitos gamers assumirem que talvez o jogo não seja tão bom. O exemplo clássico é Halo, e embora eu tenha jogado apenas o primeiro, existe muita gente que já disse que o jogo não merece tantos méritos. Não posso falar nada, adorei o primeiro jogo. Mas posso dizer que Gran Turismo 4 não foi tudo que disseram (e mostraram, lembro dos vídeos). Da mesma forma que Twilight Princess, Final Fantasy XII, Super Mario Sunshine e outros jogos acabaram recebendo elogios demais pelos sites e revistas especializados. São ótimos jogos, não nego isso. Mas o hype e o fanatismo os colocaram em um lugar muito acima dos padrões. Por outro lado, games como Okami e Shenmue foram menos difíceis de se criticar já que não carregarem marketings milionários.
Continuo então, torcendo para o amadurecimento da indústria dos videogames. Talvez um dia, nós gamers seremos tratados com o respeito e a imparcialiade que merecemos.
Fernando Rodrigues

Nenhum comentário: